Covid-19: Vigilância Sanitária de Nova Odessa notifica mais de 200 estabelecimentos

Compartilhe
  • 12
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
Covid-19: Vigilância Sanitária de Nova Odessa notifica mais de 200 estabelecimentos



A Vigilância Sanitária notificou mais de 200 estabelecimentos comerciais em Nova Odessa, desde que o decreto número 4.177/2020 entrou em vigor, no dia 21 de março. O balanço da atuação do órgão em meio à crise do novo coronavírus foi divulgado nesta sexta-feira (3) pela Diretoria de Vigilância em Saúde, braço da Secretaria da Saúde responsável pela gestão das ações sanitárias, epidemiológicas e de controle de zoonoses no município.

Um dia após a vigência do decreto, a Vigilância fechou 40 bares e uma igreja na cidade, numa ação que contou com apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal. Na última quarta-feira (1º), uma área pública usada como clube de pesca não autorizado no Jardim dos Ipês também foi fechada pela autoridade sanitária e guardas municipais. Pelo menos 100 pessoas estavam no ‘pesqueiro’ no momento da abordagem.

“É importante esclarecer que o próximo passo após a notificação é a lacração. Ou seja, caso esses estabelecimentos notificados voltem a infringir o decreto, serão lacrados”, reforçou a diretora de Vigilância em Saúde, Priscila Peterlevitz. A diretora destaca que os proprietários são responsáveis por aglomerações em frente aos estabelecimentos. “Além de não fornecer produtos para consumo no local, o comerciante não pode permitir a concentração de pessoas, pois quem sofrerá a penalidade será ele”, disse Priscila.

De acordo com o decreto do prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza, que segue determinação do governador João Doria, só podem permanecer abertos comércios considerados essenciais como supermercados, padarias, farmácias e postos de gasolina, enquanto pizzarias, lanchonetes e restaurantes podem funcionar apenas nos sistemas ‘delivery’ (entregas em domicílio) e ‘drive thru’ (retirada no balcão).

“Estamos trabalhando em três frentes: conversa permanente com comerciantes, rotina diária de fiscalização e ação a partir de denúncias. Desta forma, estamos conseguindo garantir o cumprimento do decreto e, consequentemente, contribuindo para que a doença não se propague na cidade”, explicou a diretora da Vigilância em Saúde.

Além de fiscalizar comércios com restrições de funcionamento, a Vigilância Sanitária tem atuado para que comércios essenciais sigam os protocolos de segurança estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Para isso, agentes têm percorrido estabelecimentos como supermercados, que tem grande fluxo de pessoas, e conversado com funcionários e proprietários sobre a importância das medidas de limpeza e higiene no controle da disseminação da Covid-19.

“As medidas de distanciamento e isolamento social são comprovadamente a armas mais eficazes que temos nesse momento para enfrentar a pandemia sem que haja colapso na rede pública de saúde. Por isso, esse trabalho de conscientização, orientação e fiscalização é fundamental”, avaliou o secretário de Saúde do município, Vanderlei Cocato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: