Eleições 2020 – Entrevista com Leonardo Policarpo (Léo), pré-candidato a Vereador de Sumaré

Compartilhe
  • 167
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
Eleições 2020 – Entrevista com Leonardo Policarpo (Léo), pré-candidato a Vereador de Sumaré
Entrevista com Leonardo Policarpo (Léo), pré-candidato a Vereador de Sumaré

P.S. Quem é o Léo?

 

Léo: Leonardo Policarpo da Silva, 32 anos, nasceu na região do Matão (Sumaré) e teve seu reduto nas ruas do Jardim Santa Clara, bairro e comunidade periférica da cidade.

P.S. O que o levou a querer ser vereador pela cidade de Sumaré? Qual a motivação?

 

Léo: Durante minha vida adulta e até hoje, me mantive sensível às causas sociais de minha comunidade e em 2015, fundei um projeto social voluntário chamado ‘Projeto Skate & Escola’ .

Desde então, venho atendendo crianças e adolescentes carentes e em situação de risco social através de aulas gratuitas de Skate, aulas temáticas sobre cidadania, oficinas e eventos artístico-culturais, ações de ecologia e sustentabilidade, além da atuação no ramo da assistência social promovendo maior conscientização e inclusão, campanhas de arrecadação de alimentos, roupas, vaquinhas comunitárias para comprar remédios, cadeira de rodas, fraldas, ou seja, todo tipo de necessidade que chegasse até minha pessoa por meio do projeto.

Esse trabalho hoje me motiva a almejar o cargo de vereador como uma perspectiva de poder ampliar as ações comunitárias para atingir um maior número de pessoas na cidade.

P.S. Há quanto tempo se filiou e como se deu a escolha do seu partido?

 

Léo: Há seis meses me filiei ao partido Democratas pela necessidade jurídica de estar filiado a algum partido para poder me candidatar e porque o partido apresentou uma proposta que me deu condições de, se eleito, entregar aos meus eleitores os projetos necessários para o benefício da população, de acordo com os meus ideais.

P.S. Qual é a sua visão de política?

 

Léo: Minha visão de política é diferente daquilo que observei durante minha vida como eleitor: a participação da população ocorrendo somente durante as eleições e depois, um distanciamento do político eleito de seu eleitorado. Vivenciei muitas ações de assistencialismo como forma de fidelização em detrimento de uma relação de diálogo de projetos demandados pela comunidade a serem representados na câmara pelo vereador escolhido.

Minha ideia é, sobretudo, educar o eleitorado para que entendam o funcionamento de uma casa legislativa de forma que possam contribuir com o processo político que envolve o cargo de vereador. Sendo assim, poderei exercer minha função de maneira mais representativa possível daquilo que a população necessita para atingir o bem estar social.

P.S. Qual é o maior problema de Sumaré? Como pretende enfrentar?

 

Léo: Diante de muitos problemas que o município enfrenta, fica difícil pontuar um que seja maior. Porém há um problema que eu gostaria de enfrentar, que é o distanciamento do cidadão em relação à política do município e a representatividade no legislativo.

Minha intenção é atuar de forma próxima à população, levando a ela informações que contribuam para que os eleitores saibam o que se passa nos processos políticos tramitados na câmara, sendo o mais transparente e acessível possível, criando assim uma base consciente e participativa.

P.S. Se for eleito, como será sua atuação no legislativo?

 

Léo: Minha atuação será transparente e comprometida principalmente com as demandas das regiões mais periféricas do município, levando à câmara projetos de relevância e de transformação real para essas comunidades.

P.S. Caso eleito, como será o seu relacionamento com o poder executivo e com os demais vereadores?

 

Léo: Será como prevê a lei, harmônico e independente. Como vereador, estarei atento a todas as questões do poder executivo, fiscalizando suas ações, analisando suas propostas e me posicionando favoravelmente nas situações que entenda como benéficas para a população, bem como não favorável ao que julgar não benéficas.

P.S. Qual sua avaliação com relação ao mandato atual do legislativo municipal?

 

Léo: De uma forma geral, entendo que o poder legislativo deva se posicionar mais em relação às ações do executivo, assim como estar mais próximo da população, para melhor entender e atender seus anseios. É dentro dessa proposta que pretendo pautar um possível mandato.

P.S. O que pretende fazer para aproximar a população da Câmara Municipal de Sumaré?

 

Léo: Minha intenção é criar espaços abertos à comunidade a fim de que possamos discutir coletivamente problemas e sugerir projetos que os solucionem. Criaremos uma base que se organizará em grupos de lideranças comunitárias nas regiões mais periféricas do município.

P.S. O que gostaria de acrescentar que não foi perguntado aqui?

 

Léo: Como vereador, estarei sensível aos mais variados assuntos e questões que forem apresentadas na câmara, porém minha atuação será voltada aos setores ligados ao esporte, cultura e lazer do município, setores estes que se encontram em segundo plano e que são essenciais para o desenvolvimento social.

P.S. Para finalizar, deixe uma mensagem para a população de Sumaré.

 

Léo: Observo que o cenário político de Sumaré anseia por mudanças e novas propostas de atuação legislativa. Tudo o que falei nas respostas anteriores só ganhará forma e prática se a mim for dada uma oportunidade.

 

Pré candidatos de Sumaré

Se você é um pré-candidato e quer ser entrevistado, entre em contato conosco pelo whatsapp da redação do PORTAL DE SUMARÉ (19) 996263040 (Mário). As entrevistas serão realizadas por whatsapp/e-mail e  o seu teor não expressam a opinião deste portal.

Além de responder ao questionário, os pré-candidatos também  poderão enviar vídeos, que serão publicados em nosso canal do youtube.

Da redação Portal de Sumaré

 

2 thoughts on “Eleições 2020 – Entrevista com Leonardo Policarpo (Léo), pré-candidato a Vereador de Sumaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: