Montadoras paralisam suas fábricas em razão do coronavírus

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   

Montadoras paralisam suas fábricas em razão do coronavírus

As principais fabricantes de automóveis instaladas no Brasil suspenderam a produção em suas fábricas devido ao novo coronavírus (covid-19).

As montadoras estão paralisando a produção e concedendo férias coletivas aos funcionários. A medida tem como objetivo reduzir os riscos de contaminação e disseminação no local. Dentre as fabricantes que já suspenderam as atividades pode-se listar:

GM

Volkswagen

Volvo

Ford

Marcopolo

Scania

Mercedes-Benz

Toyota

Renault

Honda

Renault  e Honda

As fabricantes foram as mais recentes companhias do setor automobilístico a suspender as atividades em suas fábricas.

A montadora francesa Renault anunciou nesta sexta-feira (20) que suspenderá as atividades no Brasil. Sua produção está concentrada na cidade de São José dos Pinhais (PR).

A fabricante informou que serão dadas férias coletivas para seus 7,5 mil funcionários, entre os dias de 25 de março e 13 de abril.

A fabricante japonesa também informou que concederá férias coletivas devido ao coronavírus. A Honda suspenderá a produção nas fábricas instaladas em Sumaré e Itirapina, ambas no interior de São Paulo. A paralisação acontecerá durante os dias de 25 de março e 14 de abril, com a possibilidade de se estender até o dia 27 de abril.

Toyota

A fabricante japonesa Toyota ampliou nesta sexta-feira (20) o volume de montadoras que suspenderam as atividades nas fábricas no Brasil. A companhia anunciou que paralisará a produção de quatro plantas: a de São Bernardo do Campo (SP), Sorocaba (SP), Indaiatuba (SP) e Porto Feliz (SP).

“A paralisação se deve no sentido de atenuar os riscos à saúde de seus colaboradores e de seus familiares, evitando ao máximo aglomerações e circulação de pessoas, associada ao quadro de incerteza do mercado brasileiro no curto prazo, além das dificuldades na cadeia logística e de suprimentos, que devem se agravar nas próximas semanas”, informou a Toyota.

Volkswagen, Ford e Volvo

A Volkswagen anunciou na última quinta-feira (19) que suspenderá a produção de todas as unidades fabris no Brasil, por pelo menos três semanas.

A paralisação terá início a partir de segunda-feira (23) em todas unidades fabris do Brasil. São elas: São Bernardo do Campo, Taubaté (SP), São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). No total, serão 15 mil profissionais da empresa parados.

Os funcionários terão férias administrativas a partir do dia 23 e após o dia 31 de março passarão a ter férias coletivas.

A Ford também anunciou na última quinta-feira a suspensão das atividades em suas fábricas. A paralisação será em todo o Brasil e na Argentina, “em resposta ao crescente impacto do coronavírus na América do Sul”.

A companhia americana paralisará no Brasil as fábricas de Camaçari (BA), de Taubaté (SP) e da unidade Troller em Horizonte (CE). A medida passa a vler entre os dias 23 de março e 13 de abril.

A Volvo concederá férias, a partir do dia 30, aos seus 3,7 mil funcionários da fábrica de Curitiba. O período de paralisação será de 4 semanas.

General Motors

O presidente da General Motors, Carlos Zarlenga, informou, na última quarta-feira (18), que irá conceder férias coletivas de trabalho de 14 dias, a partir do próximo dia 30, a todos colaboradores de suas unidades no Brasil. Na Argentina, os empregados entraram em férias na segunda-feira (16).

A montadora líder no Brasil por sete anos consecutivos suspendeu as operações nas quatro fábricas no país: em São Caetano do Sul (SP), São José dos Campos (SP), Gravataí (RS) e Joinville (SC).

A GM também decidiu adiar seus investimentos no Brasil. O projeto previa investir R$ 10 bilhões entre os anos de 2020 e 2024.

Marcopolo, Mercedes-Benz e Scania

A Marcopolo (POMO3;POMO4) também comunicou na última quinta-feira (19) que dará férias coletivas aos funcionários de todas suas fábricas no Brasil, como precaução, por conta da pandemia de coronavírus. A medida entrará em vigor na próxima segunda-feira (23).

A Mercedes-Benz, a maior fabricante de caminhões e ônibus do país, também anunciou o encerramento temporário de suas atividades na quarta-feira.

A paralisação acontecerá entre 25 de março e 22 de abril, nas fábricas de Campinas (SP), Juiz de Fora (MG), São Bernardo do Campo (SP) e Iracemápolis (SP).

Da mesma forma, as produções de caminhões e ônibus da Scania também serão paralisadas entre os dias 30 de março e 13 de abril. Ao todo, 3,5 mil funcionários da fabricante sueca terão férias coletivas.

Fonte: <a href=”https://www.sunoresearch.com.br/noticias/coronavirus-fabricantes-paralisam-fabricas/”>Fabricantes de veículos paralisam suas fábricas em razão do coronavírus</a>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: