Saiba como evitar a hipertermia para manter o bem-estar do pet durante as altas temperaturas

Compartilhe
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   

Saiba como evitar a hipertermia para manter o bem-estar do pet durante as altas temperaturas

Sumaré, 13 de novembro de 2020

REDAÇÃO

Pets também sentem os efeitos das altas temperaturas e precisam de cuidados que vão além da hidratação. Diferentemente dos humanos, cães não transpiram por todo o corpo, mas pela respiração. Por isso, se estão ofegantes é sinal de que tentam se resfriar.

Um dos riscos do calor é a hipertermia, ou seja, o aumento excessivo da temperatura do corpo. Isso pode causar alterações no organismo e levar à morte.

Sofrem mais os animais de focinho curto (braquicéfalos), como buldogue, pequinês, lhasa apso, shih-tzu, pug, boxer, mas todas as raças devem permanecer sob olhar atento do tutor.

Como ficam os passeios e como evitar que o pet corra riscos nos dias quentes?

Confira orientações da veterinária Carla Berl, fundadora da rede de clínicas Pet Care:

>NA RUA Não leve o animal para passear entre as 9h e as 19h. O solo quente pode queimar as patinhas, e o calor causar hipertermia. Procure sair com o pet quando a temperatura estiver mais amena.

>DURANTE O PASSEIO Caso o cão apresente cansaço durante o passeio, pare imediatamente e só retorne após a recuperação -quando a respiração voltar ao normal. Coloque o pet na sombra e ofereça água gelada. Não force o exercício se o animal estiver ofegante, e prefi ra as coleiras peitorais no calor.

>PROTETOR SOLAR Pets também precisam de protetor solar, especialmente os de pelagem branca e pele rósea. Orelhas e focinho devem ter atenção especial.

>HIDRATAÇÃO Ofereça água constantemente para manter o animal hidratado. Em casa, coloque gelo no pote e use um ventilador para refrescar o pet. Se o imóvel tiver quintal, arrume o cantinho dele na sombra com todos os cuidados. Eles também adoram deitar no chão gelado tipo porcelanato.

>ÁGUA Molhe o animal com água fria caso ele esteja ofegante e com muito calor -esse cuidado vale na hora do passeio e também em casa. Mas procure um veterinário imediatamente se o cachorro estiver muito ofegante, babando bastante, com mucosas cinzas-azuladas ou tenha convulsões.

>CUIDADO! Nunca deixe o animal sozinho no carro, pois ele pode morrer por hipertermia. O cão tem uma temperatura entre 38,5ºC e 39,2ºC. Mais do que isso pode representar perigo.

HIPERTEMIA

A hipertermia pode ocorrer quando o animal é exposto ao calor excessivo, em situações como:

– sem de água fresca à vontade;

– atividade sob sol forte;

– banho com água quente;

– secador quente;

– preso em quintal com pouca sombra;

– fechados em salas ou carro sem ar-condicionado.

Alguns sinais de que o animal não está bem, segundo a veterinária:

– Quando ficam muito ofegantes, com a língua para fora. Normalmente os olhos ficam “saltados”;

– Quando têm dificuldade para andar e caem no chão como se estivessem fracos;

– Quando podemos sentir que eles estão muito quentes;

– Vômitos e ânsias, com os sinais descritos anteriormente;

-Desmaios e convulsões,

FONTE: JORNAL TODO DIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: