Secador ou secar ao vento: o que é melhor para o cabelo?

Compartilhe
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
Secador ou secar ao vento: o que é melhor para o cabelo?

Saber o que fazer após a lavagem dos fios é indispensável para manter um couro cabeludo saudável

Secando ao vento

Ao contrário do que muitos podem supor, secar os cabelos ao vento é bastante prejudicial. Isto porque o vento afeta, sobretudo, a cutícula, que é a camada mais externa do fio e age como uma barreira protetora.

O vento também costuma ressecar muito os fios, principalmente se estiverem molhados ou úmidos e, em geral, deixa os cabelos com aspecto arrepiado e causa o temido frizz. Os cabelos secos, cacheados, submetidos a tratamentos químicos prévios, tais como, alisamento, relaxamentos e coloração são os mais atingidos.

O resultado vai trazer vários problemas capilares. Além disso, a umidade no couro cabeludo associada ao vento provoca prejuízos à estrutura do cabelo e também pode acarretar a proliferação de fungos.

Porém, caso não tenha opção e precise sair com os cabelos úmidos é recomendado usar um produto anti-frizz ou leave-in, que forma uma película protetora e, assim contém o estrago.

Usando secador de cabelo

Já o uso excessivo de secadores normalmente danifica as hastes do cabelo, deixando-o ressecado, poroso, quebradiço e com perda substancial do brilho. Isso se deve às alterações sofridas pelas camadas externas de revestimento dos fios.

Ou seja, qualquer agente térmico que vá ultrapassar a média de 120 graus pode levar a um processo de desidratação do fio, com isso, eles perdem parte da saúde.

O vento muito quente do secador, dentro destes limites, também pode até queimar o couro cabeludo, causando lesões que irão interferir na saúde do couro e ocasionando em transtornos futuros.

Outro fator prejudicial é o aumento da produção de óleo causado pelo calor. É importante ressaltar que, quando os cabelos estão molhados, os fios absorvem toda a água, “inchando” o córtex, isto é, o meio do cabelo, deixando-o frágil. Isto significa que, quanto mais tempo ele ficar úmido, mais quebradiço se tornará.

Como usar secador de cabelo sem danificar

No entanto, se o secador for usado, desde que na temperatura adequada e de forma correta, pode até desacelerar esse processo. Mas, para tal, o aparelho deve ser utilizado de forma apropriada e com moderação, preferencialmente uma vez por semana, para não ser tão danoso ao couro cabeludo e aos cabelos.

A indicação, portanto, é adotar temperaturas mais amenas do secador (com o difusor) e o manter a uma distância de no mínimo 15 centímetros, entre ele e a cabeça. Tudo isto é porque a frequência, o grau da temperatura e modo de secagem pode alterar a morfologia, cor, desidratar e causar aspereza, danificando a fibra capilar.

A temperatura ideal irá depender de quantos watts o aparelho possui, além do tipo de cabelo, se tem processo químico ou ainda o modo de utilização do equipamento.

Estudos recentes apontam o que o uso de secador, com movimentos contínuos, a 15 centímetros de distância, com 47º C (calor brando), causa menos dano. Para não haver prejuízos, como a cutícula, nem tão pouco ao córtex, as temperaturas não devem exceder 95º C.

Vale lembrar que é necessário aliar seu uso aos protetores térmicos, que tem como função amenizar os efeitos da temperatura e que, além do mais, ajudam a hidratar e modelar os fios, além de atenuar o frizz, reparar as pontas, auxiliar a desembaraçar e promover mais maleabilidade e brilho.

Avaliando todas as condições apresentadas, conclui-se que o secador seguindo essas devidas instruções não afetará a saúde do couro cabeludo e dos cabelos.

Mas se possível, o ideal mesmo após a lavagem é secá-los em casa com uma toalha macia e felpuda, fazendo movimentos suaves para remover a água. Evite ainda o atrito, por isso, não torça ou esfregue com força os fios e o couro cabeludo para retirar o excesso de água e não ?abafe? as madeixas com a toalha, um hábito muito comum.

Cuidado ao pentear

Dê também preferência por pentear os cabelos molhados e com o auxílio de um creme próprio para pentear, como leave-in hidratante sem enxágue. Os melhores pentes são os de madeira e com dentes largos.

Aconselho que comece a pentear os fios pelas pontas e vá subindo em direção ao couro cabeludo aos poucos. Se começar a pentear pela raiz, todos os nós irão se acumular nas pontas, o que vai atrapalhar todo o processo. Se seu cabelo for muito liso e fino, vai ser preciso penteá-lo a seco, mas também comece das pontas e só depois vá para a raiz.

Fonte: minhavida.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: