Sumaré determina suspensão temporária do comércio

A cidade de Sumaré (SP) estabeleceu um decreto que determina a suspensão temporária do comércio, com exceção dos serviços essenciais, como farmácias, supermercados e lanchonetes. Essa iniciativa faz parte de uma das ações de prevenção do novo coronavírus e foi assinada nesta sexta-feira (20). A cidade não registra casos positivos da doença, mas aguarda resultados de exames para 61 suspeitos.

Além disso, a realização de bailes, shows, festas de casamentos, eventos em chácaras, cultos religiosos e qualquer outro evento no município não é permitido para que evite a aglomeração de pessoas e, por consequência, a propagação da Covid-19.

Os estabelecimentos que não paralisarem suas atividades terão seu alvará de funcionamento suspenso e, em caso de reincidência, cassado. O decreto pode ser reavaliado a qualquer momento, dependendo da fase epidemiológica do contágio e da evolução dos casos em Sumaré (SP).

Serviços essenciais em funcionamento

Venda de produtos alimentícios

  • Hipermercados
  • Supermercados
  • Minimercados
  • Mercearias
  • Padarias
  • Açougues
  • Peixarias
  • Feiras livres (não consumir nada no local)
  • Quitandas
  • Centros de abastecimento e congêneres r
  • Restaurantes e lanchonetes (com distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas)
  • Operações de delivery

Serviços e produtos da área da saúde

  • Farmácias
  • Drogarias
  • Clínicas médicas e laboratórios
  • Postos de combustível
  • Loja de conveniências
  • Loja de alimentação para animais
  • Distribuidora de gás e lojas de venda de água mineral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: